quinta-feira, 29 de julho de 2010

Vem Pedalar Connosco


Dia 14 de Agosto de 2010, logo pela manhã, 07h30, comparece no largo para uma voltinha pela Serra de Serpa. O passeio deste ano é bastante soft , dá para toda a família e é destinado a participantes dos 8 aos 88 anos. Não tem qualquer custo, mas cada um leva as suas barrinhas, agua e fruta.
Lembra-te que a prática desportiva é essencial para uma vida saudável.
Vais ver que não te vais arrepender.
Participa!!!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Festas de Vales Mortos 2010







Se não conseguir ler o programa devido ao tamanho reduzido das letras, sugerimos que "clic" sobre a imagem para a poder ampliar, uma vez aberta volte a "clicar" que fica com as letras em tamanho grande.

terça-feira, 27 de julho de 2010

E Mértola aqui tão perto!





































































































































O concelho de Mértola começa bem perto da aldeia rural de Vales Mortos, mais própriamente na sua vizinha Vale do Poço, também conhecida pelas " Fábricas" devido às antigas moagens aí existentes.
Mértola é sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com 1279Km2. O concelho tem cerca de 8000 habitantes e cuja sede se fica pelos 3000.Engloba as seguintes freguesias:
Alcaria Ruiva, Corte do Pinto, Espírito Santo, Mértola, Santana de Cambas,,São João dos Caldeireiros, São Miguel do Pinheiro, São Pedro de Solis & São Sebastião dos Carros. Refira-se ainda que Mértola é banhada pelo rio Guadiana e pela ribeira de Oeiras.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Noticias do Concelho

A vencedora do concurso, que se destinava ao recrutamento de um engenheiro civil para um cargo de técnico superior, foi a filha do presidente da autarquia, João Rocha (CDU). Além disso, o presidente do júri de selecção é primo da vencedora e o concurso foi feito e decidido em três dias.As desconfianças do PS vieram à tona na última sessão da assembleia municipal, realizada anteontem. Paulo Pisco deputado municipal socialista, já pediu ao executivo municipal liderado pela CDU "o processo, as actas e demais elementos informativos relativos ao concurso público" para analisar a vitória e a selecção de Amélia Rocha da Silva, um dos 12 candidatos que concorreram ao concurso. Os socialistas pretendem também ajuizar da validade da decisão do júri, pelo facto de neste haver um primo de Amélia Rocha. Outra questão curiosa para o PS é que as avaliações dos restantes onze concorrentes "mostram uma grande disparidade nas notas", acentua Paulo Pisco, explicando que, enquanto Amélia Rocha obteve 17,7 valores, outros nove candidatos mereceram uma nota média de 6,5 valores. Facto que também merece reparos e pedidos de esclarecimento é o tempo "muito escasso" na avaliação das provas, cumprido entre sexta-feira, 28 de Maio, e o dia 31. Após três dias apenas, os resultados foram divulgados a 1 de Junho. Este período temporal corresponde a um fim-de-semana, facto que causou mais estranheza na bancada socialista. Confrontado com a denúncia dos eleitos do PS, o membro do júri Carlos Rocha remeteu para o vice-presidente da Câmara de Serpa, Tomé Pires, a prestação dos esclarecimentos solicitados pelo PÚBLICO, adiantando apenas que o concurso ainda "não se encontra concluído", porque um dos candidatos formulou uma reclamação que "está a ser apreciada".A candidata vencedora do concurso entende que não se deve pronunciar sobre "procedimentos e matérias da exclusiva competência da Câmara de Serpa". Mesmo assim, considera que, "sendo natural de Serpa, onde sempre residiu, tal como quase toda a sua família e amigos, e sendo a Câmara de Serpa a principal empregadora do concelho, não pode ser automaticamente impedida de se candidatar a um qualquer lugar pelo mero facto de possuir uma ligação familiar com o presidente da câmara". O PÚBLICO tentou ouvir presidente e vice-presidente da autarquia, mas não estiveram disponíveis. A mesma tentativa foi feita, sem sucesso, para ouvir um dos candidatos preteridos.

Nota: A noticia foi copiada na integra do Jornal Público e não tem por parte do blog qualquer conotação politica.

Electricidade chega à serra de Serpa

A Noticia Completa
Ao fim de sete anos, foram finalmente assinados os contratos relativos à electrificação da serra de Serpa, no valor de 5 milhões de euros.
No dia 14 de Julho, no salão nobre da Câmara Municipal de Serpa, foram entregues os contratos PRODER de electrificação da serra de Serpa, pelo ministro da Agricultura, António Serrano. Uma cerimónia emotiva onde fizeram questão de estar presentes e de se associar a este momento tão importante para os agricultores da região, o presidente da CAP, João Machado, e o presidente da Associação dos Agricultores do Concelho de Serpa, Sebastião Rodrigues.

Desde 2003, que os agricultores aguardavam a aprovação destas candidaturas, sucessivamente reprovadas por falta de dotação orçamental e inexistência de vontade política. Destes contratos assinados dependia o desbloqueamento da electrificação na zona da serra de Serpa onde, até agora, se vivia dependente de geradores e baterias, tanto em casa como nas explorações agrícolas.

Durante estes anos, a CAP e a Associação dos Agricultores do Concelho de Serpa mantiveram sempre este assunto no topo das suas reivindicações, como um caso da mais elementar justiça. Foram precisos quatro ministros da Agricultura, para que, finalmente, se fizesse luz na serra de Serpa.
Como confirmou o presidente da Direcção da AACS, Sebastião Rodrigues, “a Associação nunca parou de trabalhar neste projecto e demonstrou sempre disponibilidade para negociar com os diferentes governos”.

Em pleno século XXI, a apenas 200 quilómetros de Lisboa, parece impossível que ainda se encontrem no Baixo Alentejo, dezenas de pessoas sem ligação à rede eléctrica cujo quotidiano depende de geradores e baterias para conseguir ter luz ou dispor de electrodomésticos. Sendo esta região maioritariamente agrícola, os custos de produção destes agricultores ascendem a valores absurdos, enquanto a sua competitividade é mínima. A assinatura destes contratos de electrificação representa, sem dúvida, “uma vitória dos agricultores” como realçou Sebastião Rodrigues.

A electrificação da serra de Serpa vai beneficiar 221 explorações agrícolas e permitirá transformar esta zona desfavorecida numa região finalmente apta a desenvolver novos projectos agrícolas e a poder aspirar a um crescimento económico e social há muito desejado e merecido. Visivelmente satisfeito por participar na assinatura destes contratos PRODER, o ministro Serrano apelou a que os agricultores aproveitem bem as novas condições de competitividade pois “vão passar a ter duas condições que não tinham: acesso à electricidade, a partir da concretização do projecto de electrificação rural da zona, e acesso à água, através da barragem do Enxoé, que já está ligada à albufeira de Alqueva, para poderem fazer uma agricultura moderna e de regadio”.

Sabias que...

A densidade populacional do concelho de Serpa é de 14,7 habitantes por Km2, a do de Beja é de 30 hab/Km2, a do Seixal é de 1879 hab/Km2 e a do de Lisboa é de 6735 hab/km2.
A título comparativo com o concelho do Seixal, podemos constatar que nos anos 60' este tinha uma população total de 20470 habitantes enquanto que o de Serpa tinha 32476.
Foi o êxodo rural, essencialmente da década de 60, que deu origem à situação actual, em que nos meios urbanos há pessoas a mais e nos rurais a menos...

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Finalmente...

Está agendado para hoje de manhã a assinatura do protocolo para electrificação das zonas rurais da Serra de Serpa, o mesmo será assinado no Salão Nobre da CMS pelo Ministro da Agricultura, Presidente da CMS, Associação de Agricultores e EDP.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

JULHO

Este mês chamou-se primeiramente Quirinalis e era o 5.º do ano de Rómulo. Depois foi esta denominação substituída pela de Julius em virtude de um decreto publicado por Marco António em honra de Júlio César. Representavam Julho através de um homem nu, queimado pelo sol, com cabelos ruivos cheios de espigas, tendo no braço um cabaz de amoras. Entre as antigas festividades celebradas neste mês, são notáveis os Jogos de Neptuno, os Apostinários, os do Circo e os Minervaes. No dia 28 oferecia-se a Ceres um sacrifício de vinho e mel, e depois matavam-se alguns cães ruivos em honra de Canicula, para afastar os calores violentos.
...
Provérbios de Julho:
Julho o verde e o maduro;
Por muito que o Julho queira ser, pouco há-de chover;
Em Julho reina o gorgulho;
Em Julho ceifo o trigo e o debulho;
Por Santa Marinha vai ver a tua vinha;
Quem em Julho ara e fia, ouro cria;
Pelo S. Tiago na vinha acharás bago;
Deus ajudando, vai em Julho mercando;