quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Cabaz de Natal

A Junta de Freguesia do Salvador vai mais uma vez atribuir um Cabaz de Natal a todas as "Familias Carenciadas" residentes e recenseadas nesta freguesia (através de inscrição prévia na sede da Junta em formulário próprio).






8 comentários:

nelisiatrio disse...

já. quando são as proximas eleições?

Mannú disse...

Não tem nada a ver com as próximas eleições, foi uma iniciativa que se tomou há alguns anos e que tem vindo a ser aprimorada, bem como o incentivo à natalidade com a oferta do "Kit Bébé".
Ficou esclarecido?
Abraço.

n.elisiário disse...

e o que vem no kit bébé?
não digas um cheque de 250$ que dá para 2 pacotes de fraldas, ò nascimento!!!!!
mas em relação ao cabaz acho bem mas deêm a que realmente tem falta, não à quem não tem falta.
abraço, amigo acho que o que faz falta é praticar para ter direito ao kit bébé, lol.
tchau

shorty disse...

Acho uma excelente iniciativa...mas... para as familias carenciadas.

Anónimo disse...

neste momento quem não é carenciado?.temos mais de dois milões de pobres:juntemos a estes os pobres que tendo emprego ganham salários de miséria. que vergonha de governo que rouba aos pobres e dá aos ricos,quando será que o povo se levanta!?/este cabaz teria de ser entregue á maioria das familias da freguesia só assim se fazia justiça neste natal.w

Mannú disse...

Caro Anónimo, lamento desapontá-lo mas está um pouco longe da realidade, felizmente esta freguesia não é das mais pobres e também não é das que tem mais Familias Carenciadas, pois como membro da Assembleia de Freguesia tive acesso aos formulários e por incrivel que pareça a maioria das inscrições de Vales Mortos não são de Familias Carênciadas...

Anónimo disse...

Sem duvida que o maior indice de pobreza está nas zonas urbanas e não nas rurais porque nas cidades as pessoas tem despesas que não tem quem vive no campo, nada que se compare.São as familias que vivem em casas arrendadas ou hipotecadas, carros e muitos mais creditos a pagar que, devido aos salarios miseraveis de muitos, aumentam a pobreza cada vez mais neste país.
Não me venham dizer que na nossa freguesia as pessoas vivem com limitações.
Todos têm uma vida razoavel e outros até vivem bem comparando com os demais.
FeliZ Natal a todos, até aos mais amargos.

madalena disse...

Caro Manuel:

Acho muitíssimo bem a iniciativa do Cabaz de Natal.Mesmo sem ser em tempos de crise as pessoas mais carenciadas agradece quanto mais nos tempos que vão correndo. No entanto, e como sempre acontece já ouvi os mais variados comentários sobre o assunto. Era inevitável. Convinha,pois, explicitar os critérios que presidiram à escolha dos contemplados, uma vez que as pessoas que não foram escolhidas receberam uma carta a dizer que não se encontravamnos critérios, mas não dizem quais. As pessoas assim ficam a saber o mesmo.
Habitualmente, nos termos legais (Código de Procedimento Administrativo e Lei das Autarquias Locais) todos os apoios atribuídos pelas autarquias têm de ser publicitados. Concedo que nestes casos, tratando-se de questões melindrosas em que há uma certa «vergonha social» acoplada às dificuldades económicas a lista dos contemplados não seja publicitada. Mas as pessoas acabem sempre por saber, nomedamente num meio pequeno como este. Já telefonei ao presidente da Junta para tentar dar resposta a algumas pessoas que não foram este ano contempladas e estão aborrecidas.
Esperemos,pois, para saber dos critérios.
Folgo em saber que a nossa freguesia não é das mais pobres e carenciadas. Ainda bem!!

Madalena Santos